Obtuso

por Serafim Nhoque

Quero saber de você. Não acho, e eu procuro. Já não acredito no encontro, mas fico querendo saber de você.

Desejo tapar os olhos, mas só se for com uma fita transparente, coberta de furos, por onde meus olhos, inquietos, deliram ao menor sinal de você.

Quero sentir mais.

O caminho, talvez menos torto, pensando que acho que não quero, apenas, saber de você.

Anúncios