Imaginaria

por Serafim Nhoque

Existem tantas coisas que não consigo entender, e tantas outras que hoje fazem sentido. Será que a vida é isso?
Ergo as pálpebras e cai morto o mundo inteiro, fecho os olhos e tudo volta a renascer. Acho que inventei você em minha mente. Mesmo assim é minha melhor companhia, meu maior apego e motivação de prosseguir sem pestanejar. Tá, tudo bem, assumo minhas (constantes) fraquezas. Há de convir que por ti aceito o mundo para conceder-te a melhor realidade. Dormi para a eternidade e acordei para a vida. É como se a partir de agora tudo fosse possível! Isso me consome.
Não me lembro de ter sentido a ambigüidade tão intensa, mas as coisas não me parecem estar fora do tempo. Sempre estive cercado de pessoas, sei que minha jornada é solitária, porém tenho você. A vida me soa mais colorida, as pessoas mais bonitas, e eu me sinto bem, muito bem! C’est la Vie.
Amanhece. A dor me consome, e não te encontro às claras. Porque raios os raios querem nos separar? Alguma coisa (definitivamente) está errada! Existe tanta coisa entre o céu e a terra, e o que me impede de querer te encontrar? Você existe, fique calma, companhia, onde quer que esteja.
Fui acometido de súbita nostalgia. Saudade daquilo que nunca tive nem presenciei. Mas está além do físico, alcançou a imortalidade! A minha imortalidade.
Sinto que estou sendo torturado pela vida; é um sentimento estranho, inexplicável, além da compreensão humana. Dei asas à imaginação; voou sem rumo e nunca mais voltou. Desculpa, mas não vou te deixar partir, por mais que esse seja seu desejo, o meu desejo.
Senti vontade de mudar. Não que fosse fazer diferença, muito pelo contrário. De qualquer jeito, mudei. Agora quero que me deixes, deixe que eu viva pra poder sonhar. Sonhar acordado, viver sonâmbulo. Fique aqui, onde moras; a qualquer momento posso vir a te chamar.

“I miss you
But i haven’t met you yet
So special
But it hasn’t happened yet
You are gorgeous
But i haven’t met you yet
I remember
But it hasn’t happened yet”
Anúncios